TERAPIA INDIVIDUAL PARA ADOLESCENTES E ADULTOS

O primeiro e mais imediato objetivo da terapia é ajudar o cliente a eliminar o sofrimento pelo qual está passando, resolvendo o conflito em que se vê envolvido. O segundo, mas não menos importante, é proporcionar-lhe condições para que obtenha ganhos reais em termos de crescimento pessoal e desenvolvimento progressivo de sua autonomia.

Isso é possível porque, com a psicoterapia, ele aprenderá a lidar melhor com suas emoções, enfrentando adequadamente os momentos difíceis pelos quais está passando no momento, bem como com aqueles que vier a enfrentar no futuro. É um espaço-tempo unicamente destinado a cuidar das suas questões mais importantes e/ou íntimas, onde ele exercita e compartilha, com o psicólogo, reflexões profundas acerca de suas dificuldades.

Nesse processo são trabalhados mecanismos e contingências presentes em sua psique e no seu ambiente, em seu estado emocional e no seu comportamento em geral, favorecendo uma reorganização pessoal que lhe possibilitará vencer os obstáculos que porventura estejam impedindo o seu desenvolvimento global.

A Psicologia é uma ciência que estuda o ser humano por inteiro. Ela parte da perspectiva biopsicossocial, pois entende que cada pessoa é única. Isso quer dizer que cada indivíduo é a expressão única da influência de fatores ambientais, biológicos e psíquicos. É por essa razão que o processo terapêutico é tão eficiente e capaz de gerar transformações profundas na pessoa, pois trabalha para melhorar suas relações com o meio, com o seu mundo interno e com seu organismo.

A psicoterapia é o tratamento mais eficaz na maioria dos quadros de transtornos mentais, distúrbios do humor e do comportamento, assim como em quaisquer situações de intenso sofrimento. Apesar de ser buscada predominantemente em situações de dor, o processo terapêutico também é a primeira opção daqueles que desejam conhecer-se melhor para desenvolver seus potenciais de crescimento pessoal e ampliar seus horizontes.

É altamente indicada, além de outros, para os casos abaixo, responsáveis pela maior incidência de busca por tratamento em minha clínica.

Adicção (dependência de substâncias psicoativas)
Ansiedade generalizada
Auto-motivação e realização de metas
Baixa auto-estima
Ciúme excessivo
Conflitos da Adolescência
Conflitos da metanóia (maturidade, transformação para a segunda metade da vida)
Déficit de Atenção e Hiperatividade
Déficit de habilidades sociais
Depressão
Dificuldades da terceira idade
Dificuldades em administrar o próprio sucesso
Dificuldades na dinâmica familiar, na relação pais x filhos
Dificuldades no relacionamento amoroso
Distimia
Distúrbios alimentares (obesidade, anorexia, vigorexia, bulimia)
Distúrbios de aprendizagem
Distúrbios de comportamento (agressividade, isolamento, autodestrutividade)
Distúrbios do sono (insônia, hipersonia, narcolepsia)
Distúrbios sexuais (anorgasmia, baixa libido, ejaculação precoce, disfunção erétil, compulsão sexual)
Doenças crônicas
Envelhecimento Saudável
Estimulação da Memória
Estresse
Estresse pós-traumático
Fobias
Interpretação de sonhos
Luto
Medo excessivo
Orientação aos pais
Orientação profissional
Perfeccionismo
Reinserção social
Relações intergeracionais
Timidez excessiva
TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo
Transtorno Bipolar (antiga Psicose Maníaco-Depressiva)
Transtorno do Pânico
Transtornos de personalidade
Treino Cognitivo
Violência doméstica

Os ganhos que se obtém através de um processo psicoterapêutico completo (isto é, aquele que não é interrompido bruscamente após a eliminação do sofrimento) vão muito além da supressão dos sintomas que incomodavam o paciente no início da terapia porque ocorre uma melhoria substancial na qualidade de vida em geral. A pessoa desenvolve um maior equilíbrio emocional e, consequentemente, torna-se mais lúcida, assertiva e desenvolta na tomada de decisões, mais segura, leve e autônoma no enfrentamento das dificuldades que surgem. Aumenta sua auto-estima e auto-confiança porque aprende a conhecer-se mais profundamente e a respeitar seus valores, necessidades, desejos e crenças, relativizando adequadamente a importância de influências externas. Aprende a viver em paz com seu referencial interno e torna-se mais natural e agradável nos seus relacionamentos. Em síntese, torna-se uma pessoa bem-resolvida e aprende a ser o seu melhor conselheiro.

© 2016 | Mariuza Pregnolato - Todos os direitos reservados | Lei do Direito Autoral
A reprodução total ou parcial do conteúdo desta página é permitida sem autorização prévia por escrito da autora
(copyright) para fins educacionais ou informativos, desde que a fonte seja corretamente citada.