TRANSTORNO DO PÂNICO

Esse é o nome dado a uma série de episódios em que ocorre uma mudança repentina e imprevisível no estado físico e mental em que a pessoa vê-se invadida, simultaneamente, por uma variedade de sintomas muito assustadores: dor no peito, taquicardia, formigamento em partes do corpo, sensação de morte iminente ou de que perdeu o controle sobre seu corpo, contrações musculares involuntárias, sudorese, sensação de asfixia. Em alguns casos ocorre também confusão mental, distorção da realidade, náuseas, vertigens, medo de enlouquecer ou de cometer algum ato insano, falta de ar, delírios, etc. Assim como vêm, os sintomas desaparecem espontaneamente, sem deixar sequelas ou prejuízos.

O problema é que a experiência é tão aterrorizante que a pessoa torna-se vulnerável: Ela se amedronta tanto diante da simples ideia de que possa passar novamente por tal pesadelo, que literalmente predispõe-se a ele, facilitando uma nova ocorrência, num círculo vicioso e ascendente.

O Transtorno do Pânico tem cura. É possível aprender a eliminá-lo por etapas: inicialmente controlando a crise, posteriormente prevendo a ocorrência de uma nova crise e, finalmente, aprendendo a impedir novas ocorrências. Superar o Transtorno do Pânico é, também, uma oportunidade de obter enorme ganho em termos de crescimento pessoal, condição fundamental para enfrentar com calma, objetividade e eficiência também outras situações da vida.

 

© 2016 | Mariuza Pregnolato - Todos os direitos reservados | Lei do Direito Autoral
A reprodução total ou parcial do conteúdo desta página é permitida sem autorização prévia por escrito da autora
(copyright) para fins educacionais ou informativos, desde que a fonte seja corretamente citada.