Traição versus amor demais

Print Voltar

É verdade mesmo que dá para amar duas pessoas ao mesmo tempo?

Sim, às vezes acontece de algumas pessoas sentirem-se muito confusas, devido a essa situação de forte conflito.

Então é comum você amar uma pessoa e de repente ficar interessado por outra?

Sim, acontece com alguma frequência, com pessoas de ambos os sexos. A pessoa está num relacionamento sério e ama seu parceiro(a) e, ainda assim, sente-se muito atraída por outro(a). Essa segunda relação, se for alimentada, poderá evoluir para um sentimento de profunda conexão, que é quando o conflito emocional se torna ainda mais difícil de ser equacionado.

Será que algumas vezes não é amor, é apenas atração? 

Certamente, muitas vezes trata-se de atração passageira, mas mesmo a forte atração pode durar o suficiente para ser confundida com apaixonamento ou amor.

 Ao nutrir sentimentos por uma “segunda pessoa”, estou traindo a “primeira”?

Tudo depende do tipo de relacionamento em que você está envolvido, qual é o contrato, ainda que implícito, que rege a sua relação. Há relações mais abertas e bastante honestas, em que as pessoas se permitem “ouvir” os próprios desejos e ter eventuais casos extraconjungais, extrarrelação, sem sair do relacionamento fixo em que estão. Já a maioria dos relacionamentos é mais convencional, com um pressuposto de monogamia, e nesse caso isso seria considerado traição.

Se eu me interessar por uma segunda pessoa, significa que eu não gosto de verdade da primeira?

Você pode gostar de verdade da primeira, amá-la profundamente e, ainda assim, por uma série de possíveis razões, sentir-se fortemente atraída ou apaixonada por uma outra. Isso acontece porque em seu relacionamento atual, mesmo sendo forte e profundo, há uma falta. Ele pode não estar suprindo alguma necessidade que para você é muito importante nesse momento, deixando uma lacuna exposta que pode, de repente, ser preenchida por um novo alguém. Pode ser que esse novo alguém te olhe de um jeito especial, ou te valorize mais, ou te ofereça atenção e carinho, etc.., o fato é que ele vem preencher uma falta.

O que fazer se eu estiver gostando de duas pessoas? 

Em primeiro lugar, não sair em busca de culpados, pois numa relação ambos são coautores e, portanto, igualmente responsáveis pela dinâmica que nela se estabelece. Você deve respeitar seus sentimentos, mas procurar honestamente compreender o que é que faz sentido para você em sua relação atual e o que é que te atrai tanto nessa outra pessoa. É preciso encontrar clareza suficiente para poder estar em paz com você mesmo para, num segundo momento, tomar a melhor decisão sobre o rumo a tomar. Isso dificilmente se consegue num primeiro momento.

Devo buscar ajuda profissional para tentar resolver o dilema?

Geralmente, é muito difícil sair desse labirinto de emoções sem ajuda porque, quando estamos apaixonados, nossa objetividade fica comprometida, nosso raciocínio tende a ser distorcido e a própria lógica se perde. Tornamo-nos um perigo para nós mesmos e para aqueles que amamos. Um profissional sensível será capaz de acolher seu drama ao mesmo tempo em que pontua todos os elementos do cenário em que você se encontra para que você dê a real importância para cada variável, respeitando-se ao decidir com clareza aquilo que é melhor para você. A idéia central é que só indo a fundo para compreender seus sentimentos e sendo claro e honesto consigo mesmo(a), será possível resolver esse dilema. E a solução poderá ser diferente de um caso para outro.

_______

Mariuza Pregnolato em entrevista ao site www.bolsademulher.com.

© 2016 | Mariuza Pregnolato - Todos os direitos reservados | Lei do Direito Autoral
A reprodução total ou parcial do conteúdo desta página é permitida sem autorização prévia por escrito da autora
(copyright) para fins educacionais ou informativos, desde que a fonte seja corretamente citada.